Refutação ao mito da qualidade de vida em Cuba

Publicado: agosto 29, 2013 em Mitos
Tags:, ,

Tão débil quanto mito que sugere que os países nórdicos sejam socialistas (ou pelo menos Estado do bem-estar social) é a falácia da elevada qualidade de vida em Cuba. Como bem teorizaram Mises e Hayek é impossível para uma economia planificada produzir qualquer bom resultado socioeconômico devido ao “problema de calculo econômico” e “problema de dispersão do conhecimento”. O mito de que Cuba tenha uma elevada qualidade de vida, parte do ranking de Índice de Desenvolvimento Humano, divulgado anualmente pela ONU. Com isto, socialistas no mundo inteiro, deixam de ignorar o absoluto fracasso da URSS, China e Coreia do Norte, dentre outras nações para focar seus argumentos em um suposto sucesso cubano. O que os militantes socialistas se esqueceram de relatar (é mais provável que desconheçam) é o fato de que Cuba não permite vistorias internacionais a fins de verificar sua qualidade de vida. Todos os índices publicados pela ONU são enviados pelo governo. É fato histórico que todas as ditaduras socialistas, jamais permitiram que sua pátrias fossem assistidas internacionalmente.

O motivo para Cuba proibir vistorias internacionais profundas é claro, historicamente notório e de fácil entendimento e herança de antigos regimes socialistas. A URSS, por exemplo, enviava dados à ONU que a colocava como 26º em IDH. Todavia em 1990, com a dissolução do bloco e a introdução da análise internacional, seu epicentro: a Rússia despencou mais de cinquenta posições. As demais nações que formavam a URSS apareceram em posições muito piores que o centro do governo comunista. Logo, confiar nos dados cedidos pela economia planificada de Cuba, seria como confiar nos dados cedidos pela URSS. Doravante, a ideia de um IDH cubano elevado é de fácil refutação. O IDH combina três fatores: o primeiro é o Índice de Educação que calcula o numero de pessoas alfabetizadas e a taxa de escolarização, o segundo é a Longevidade que analisa a expectativa de vida, mortalidade infantil e a qualidade da saúde, o terceiro fator é a Renda a partir do PIB per capita e do PPP (pode de paridade e compra). Tendo em base a metodologia de medição usada pelo IDH, podemos garantir que o IDH de Cuba é falso.

É de conhecimento internacional que o PIB cubano não é calculado nos padrões internacionais. A ditadura castrista soma valores referentes a todo setor público às precárias atividades econômicas da ilha, ,produzindo uma elevação artificial. Segundo a ditadura, a renda per capita cubana é de UU$ 10.200 (2012) enquanto a mais elevada média salarial anual chega a míseros UU$ 300 (médicos mais bem pagos) em uma desproporção assombrosa. Também cabe citar que o PPP é um método que não pode ser usado em uma economia fechada com uma taxa de câmbio arbitrada pelo governo. Outro fator é a saúde: acalmada pelos “baixos índices” de mortalidade infantil. De acordo com os números cedidos de Cuba à ONU, a ilha está na 44º colocação no ranking mortalidade infantil. Entretanto, segundo a ONU, em 1958, (um ano antes à revolução) Cuba estava na 13º colocação. Logo encontramos um nítido retrocesso neste quesito, embora Cuba divulgue valores muito superiores a realidade, através de mentiras estatísticas impostas pelo regime.

Em 2001 o Dr. Juan Felipe Garcia da Florida entrevistou diversos médicos refugiados que alegaram que pediatras falsificam registros a pedido do regime. Eles não somente encobrem a morte precoce de crianças, como fazem dezenas de abortos diariamente. Mesmo sem sinais de anomalia na gravidez o aborto é uma prática usada para reduzir as taxas de mortalidade infantil, quando a realidade socioeconômica as levaria inevitavelmente ao óbito. A realidade da medicina cubana é oposta as imagens filmagens de Michael Moore. Ele apenas filmara os hospitais pagos em dólar para estrangeiros e para as elites políticas. Vários cinegrafistas amadores gravaram hospitais como os que foram exibidos pela Fox News e que revelam a medonha realidade cubana: postos de saúde fechados ou com mínimos medicamentos, hospitais sem infraestrutura, imundos, repletos de sangue, com aparelhos ultrapassados há década, além de pacientes insatisfeitos e médicos frustrados. A medicina cubana é tão precária que em 2013 o governo de Cuba informou sobre um novo surto de cólera em seu território com 163 casos, incluindo 12 turistas.

Há um outro fato inegável sobre a ilha; há mais de 50 anos Cuba sofre de um severo racionamento, tal como ocorre em qualquer nação socialista. Devido ao problema de cálculo econômico, Cuba sofrera imensa escassez logo no início de seu revolução socialista. Em 1963, o governo criou uma caderneta de racionamento usada para que a população possa adquirir uma pequena quantidade de produtos nas distribuidoras estatais. Nestas distribuidoras quase tudo é de má qualidade. Em exemplo não há partes nobres de carnes a disposição da população. O leite é extremamente difícil de se adquirido de tal forma que não dura poucos dias. Toda a população passa horas enfrentando longas filas para conseguir uma unidade diária de pão. E esta situação piora gradativamente de modo que o número produtos disponíveis na lista estatal tem escolhido ao redor dos anos. A única forma de conseguir tais produtos é através do mercado negro por um preço elevado devido a marginalização do comércio privado.

Outra grande falácia a respeito da ilha é sobre seu sistema educacional. As escolas cubanas estão séculos de distancia das escolas na Coreia do Sul, com um computador por aluno, bibliotecas enormes, infraestrutura completa, professores altamente capacitados e até mesmo robôs em sala de aula. Um exemplo claro é que 75% dos estudantes que cursaram graduação de medicina em Cuba (seu suposto melhor curso) não foram capazes de revalidar seu diploma na UFMG em 2012. O mesmo ocorre em todo mundo. Cubanos não participam de análises internacionais para testar o conhecimento de seus alunos ou professores. Em  filmagens amadoras são deflagradas mentiras a respeito das nações capitalistas e ocidentais enaltecendo Cuba, tal como se fosse a nação mais prospera do globo. Cuba também é  notória na censura e reconhecida mundialmente por violar os direitos humanos através de práticas como tortura, prisões arbitrárias, julgamentos injustos, execução extrajudicial, pela perseguição e exclusão de negros, mulheres e homossexuais.

Basta um pequeno passeio pela ilha para notarmos o nível da obsolescência cubana. Prédios em ruínas, sem pintura, ruas sujas, banheiros imundos, lojas com absoluta escassez, filas enormes em toda a ilha, carros que são peças de museus, ruas lotadas de prostitutas, nenhum acesso à tecnologia em um clima de nostalgia que lembra os anos 50. Leigos em história e economia poderiam alegar que todo fracasso cubano deve-se ao embargo norte-americano, o que obviamente é uma mentira. Em 2012 Cuba negociou com 96 países incluindo os EUA. Suas importações cresceram acentuadamente nas ultimas décadas. O problema de Cuba esta em sua quase nula produtividade, pois não há espaço para empreendedores. Mesmo que Raul Castro tenha liberado terras a agricultores privados e o direito de comercializar a determinados indivíduos faltam equipamento para trabalhar a terra e bens para serem comercializados uma vez que tudo deve passar antes pelo governo. A única solução para Cuba é dar fim a ditadura, privatizar setores, desregulamentar a economia como fizera a Rússia, China e Vietnã. No socialismo encontrarão somente a miséria e servidão!

Referências:

Humberto Fontova – Fidel: O Tirano mais Amado do Mundo

Conselho Regional de Medicina (CRM-MG)

Comisión Interamericana de Derechos Humanos

Índice de Liberdade de Imprensa Fox News

Cia – The World Factbook

Estatísticas da ONU

Old_Havana_Cuba Esta é a grande Cuba?! O paraíso socialista? Uma nação com alta qualidade de vida ou o banheiro público da América Latina?

Christiano Di Paulla

comentários
  1. Arthur santana disse:

    Achei que era o Brasil esta foto!

  2. CARLOS ANTONIO DE SOUZA MENEES disse:

    MANDE OS PETISTAS ET CATERVA “VERMELHA” PARA LÁ…

  3. jader disse:

    Somente um idiota acreditaria que Cuba é uma maravilha , como se explica os milhares de cubanos que fogem de lá em barcos se arriscando serem devorados por tubarões , outros pedindo asilo politico e etc…

  4. Antonio Carlos disse:

    Algumas favelas do Rio de Janeiro são melhores do que isto!

    Cuba é a cloaca do mundo!

  5. adavidal disse:

    Realmente, quando eu era criança eu acreditava que Cuba era um páis rico. Um ótimo exemplo que mostra como o socialismo não funciona é a Alemanha que ficou dividida em duas: A capitalista se desenvolveu e ficou mais rica que a Inglaterra na época, e a Alemanha oriental, com o mesmo povo e cultura ficou atrasado e empobrecido.

  6. Diego disse:

    Conheci alguns cubanos e ao conversar com eles pude perceber que vivemos muito bem no Brasil apesar da corrupção. Eles São praticamente prisioneiros de um sistema político onde os poderosos vivem no luxo a custa da pobresa nacional. Um salário médio de um trabalhador está em torno de 10 dólares POR Mês! Liberdade a Cuba!

  7. Acho que todo planeta devia ser solidario e acabar com esse regime . Isso è orrivel! como podemos como seres humanos permitir que aconteça isso com outros seres humanos? Nao creio que alguem seja feliz vendo um paiz assim. vamos fazer uma corrente solidaria, por esse povo.

  8. Realmente são mentiras em cascata. Não é preciso ser nenhum Expert no assunto, basta comparar a renda per capta divulgada pelos ditadores cubanos – de 9,9 mil dólares / ano com a renda que hoje sabemos que é – já que os médicos cubanos a tornaram pública – de 30 dólares mês ou 360 dólares ano para o profissional melhor qualificado. Como pode? End, da renda per capta: http://www.indexmundi.com/g/r.aspx?v=67&l=pt

  9. fernando pau no cu da direita disse:

    Vocês direitistas, adoram falar que o PIB de Cuba e muito pequeno por culpa do seu governo “socialista”. Mas fecham seus olhos para o fato de que se Cuba tem um PIB muito inferior a maioria dos países capitalista se deve ao embargo feito por quase todos os países que apoiam os Estados Unidos da America. Este embargo para mim é MEDO.
    Vocês direitistas são a escoria desse país!!!

    • Ninguém aqui diz ser direita ou esquerda, sugiro que estude o tema, ou leia minha postagem a este respeito. Bem, o que diz é uma grande falácia por dois motivos. Em 2013 Cuba comercializou com 97 países incluindo os EUA que são seus maiores vendedores no ramo alimentício. As restrições comerciais do governo americano à Cuba deve-se somente a venda de armas. Em segundo Hong Kong e Taiwan também sofreram embargo chinês (muito mais real do que o cubano) e hoje são grandes potências econômicas com o PIB exorbitantemente maior que Cuba. Só uma observação: escória ao meu ver, é quem debate sem qualquer respaldo argumentativo, com conhecimentos rasos e falácias retóricas.

      • Hugo Sartori disse:

        Esses “esquerdistas” ai ficam vomitando asneiras, acham que alienado é quem lê Veja, mas se não for a CartaCapital que postou é “manipulação da direita”.

    • Antonio Carlos disse:

      A ilha falida tem um enorme comércio com os EUA. O medo que os EUA tem é de pessoas que pensam como você. Nota-se que ler bons livros e boas pesquisas não é o seu forte. Bom mesmo deve ser a “esquerda” e Cuba que você tanto defende. Já pensou em mudar-se para lá? Fica a dica.

    • Correa disse:

      Caro , só os EUA nunca tiveram relação comercial com o país do fidel. O fracasso deles é obra pura e simples da incompetência do coma- andante e seus capachos comunas.

  10. Ricardo Sigwalt disse:

    Argumentos falhos e inconsistentes…
    Você já morou em Cuba? Já visitou Cuba? Como é possível julgar a vida de um país, como você mesmo disse, “tão fechado” aos olhos internacionais estão fora dele?
    Outra falácia… a China como um fracasso comunista… como assim? os caras são a segunda maior economia do mundo, e logo logo devem passar os estados unidos. e você fala em fracasso?

    É preciso entender que estaremos sempre submetidos a uma de duas ditaduras, ou a da esquerda ou a da direita. A ditadura da esquerda nos obriga a “sermos iguais”, tudo é comum, não há salários exorbitantes, nem carros de luxo para um e carros de lixo para outros. E isso nós sentimos na pele. Como não poderei ter um carro mais bonito do que o do meu vizinho? Como eu não poderei ter a maior casa da vizinhança? Isso é um sentimento péssimo para o ser humano que vive de aparências.

    Ja a Ditadura da direita nos obriga a trabalhar mais e mais, para consumir mais, para desejar mais e consumir mais e a isso damos o nome de “liberdade”. Porém não percebemos que também estamos sob um regime autoritário, pois esta ditadura é velada, consentida por todos e sacia todos os nossos desejos.

    Entre estas duas alternativas citadas acima, eu fico com a da esquerda.

    • 1º Alegar que um sistema não pode ser criticado ou defendido simplesmente porque não foi vivenciado é uma grande falácia! Ela volta-se contra o argumentador. Tu defende Cuba, um lugar nitidamente pobre e obsoleto em qualquer reportagem, fotografia, filmagem, relato ou estatística, mas crítica o capitalismo da Suíça, Austrália, Canadá e Singapura que são o contrário diante as avaliações citadas. 2º A China está totalmente arruinada na década de 1970. Em 1978 após a morte de Mao Tse Tung, Deng Xiaoping eliminou as comunas agrícolas, privatizou setores, permitiu a entrada de empresas e capitais estrangeiros. Deste então a China se liberaliza à passos lentos. Mas atualmente, o primeiro ministro Li Keqiang assumira a responsabilidade de tornar Shangai uma área de livre comércio com uma estrutura livre de impostos e regulamentações a fins de atrair investimentos. Este é o primeiro grande passo para um capitalismo chinês de âmbito nacional. 3º Ninguém citou “esquerda ou direita”. 4º A ditadura socialista destrói a natureza humana, pois ninguém é igual a ninguém. As pessoas não tem o mesmo DNA, RNA, gostos, aptidões, ofícios, desempenhos ou responsabilidades, logo tentar igualá-las é destruir sua natureza. 5º Sobre o argumento “como poderei ter isto ou aquilo melhor que meu vizinho.” Eu chamo isto de inveja (algo tipicamente socialista), pois ninguém é forçado a ter mais que o outro. Mas para quem deseja algo melhor (não importa o motivo) então há o esforço, a poupança e o investimento. Há atender a demanda dos consumidores e servi-los. Se eles forem felizes com lhe é que ofertado, pagarão bem por isto. 6º Não é obrigado a trabalhar nem consumir. Há várias comunidades hippies sem propriedade ou trabalho assalariado.

      • Novamente argumentos falhos e míopes de quem quer somente ganhar a discussão, e não construir conhecimento baseado na contraposição de pontos de vista.

        Aqui um pequeno exemplo da miopia dos argumentos apresentados na resposta: em momento algum eu defendi Cuba, mas sim questionei os seus argumentos contra Cuba. Se eu achasse que Cuba é de fato um lugar bom para morar, eu teria arranjado uma maneira de morar lá.

        Menos maniqueísmo, mais coletivismo construtivo.

        Um abraço.

      • Os fatos falam por si, portanto não há nada a ser discutido a este respeito. Cuba é um fracasso devido a seu sistema político econômico – o que não mudara com uma replica deste texto.

    • Correa disse:

      Caro , a China abandonou o comunismo nos anos 1980 . O grande responsável pelo progresso chinês foi a adoção do regime capitalista capitaneado por Deng Xiao Ping . Para que creia no que digo basta lembrá-lo que o presidente molusco da silva reconheceu a china ( veja bem: a república popular da china , não Formosa ou Taiwan ) como ´´ Economia de mercado“ .Ou seja : a china se proclama para o mundo e para a OMC como CAPITALISTA.

  11. Arthur M Dietl disse:

    Excelente texto!!!

  12. KATIA GOMES BARBOSA - KGB disse:

    Pois é. Embalei minha juventude, dentre outros, em relatos do tipo “A Ilha” de Fernando de Morais (1ª edição – década de 70). Apesar do apelo imparcial (ele mostrava dados/reportagem, em face da censura), o livro arrebatou nossos jovens e idealistas corações. ehehehe. Esse, talvez tenha sido o traço mais marcante daquela esquerda-caviar: a luta contra o direitismo militar… Nossa! Entre uma ditadura absurdamente repressora, o socialismo emergia, de maneira messiânica, como uma clareira em mata cerrada. Claro, para logo, logo, se transformar em regime ditatorial que se prolonga por 55 anos.

    Em 1945, George Orwell já tinha em conta a falência do sistema socialista com a publicação do “Animal Farm”. repaginado por Chico Buarque na peça “Os Saltimbancos”. Quem tem o poder desfruta das benesses inalcançáveis pelos “simples mortais”. Em 2001, Fernando de Morais fez novo prefácio para a 30ª edição do livro “A Ilha”. Ele mostra que, da Cuba descrita na reportagem da década de 70, pouco ainda resta. De maneira simples e bem fundamentada, Morais faz uma rápida viagem histórica sobre os percalços enfrentados pelos cubanos após a dissolução da União Soviética.

    É escancarado o término dos privilégios conseguidos com o bloco socialista. Acabou. Socialismo, sim, é sinônimo de ditadura. Pobre. Parcial. Sabe, impressiona-me essa adoração a Cuba por pessoas substancialmente intelectualizadas. Há o filme do Ry Cooder – Buena Vista Social Club, que manifesta o verdadeiro atraso tecnológico existente naquele país, não obstante utilize para isso, a veia romântica e artística de parte da população. Yohanny Sanchez é ídolo pra mim. Verve contra-revolucionária. Verdadeira. Inteligente. Há outros filmes que explicitam a miséria moral e material que existe ali: “Morango e Chocolate” (Juan Carlos Tabío e Tomás Gutiérrez Alea), , “Uma Noite” (Lucy Mulloy) e outros. Pois bem. Uma vez que Cuba pode ser considerado um país exclusivo em meio a quase toda a humanidade, eu espero que, rapidamente, torne-se num país capitalista qualquer, para que possa continuar dando as boas vindas aos visitantes e consiga deter os passos largos da corrupção socialista. Que venha Cuba para a goela da corrupção capitalista. ehehehehe

  13. Correa disse:

    Há ainda numerosas outras farsas divulgadas aos quatro ventos sobre a ´´ magnífica revolução cubana “ .Duas das maiores creio ser: 1)´´ O regime comunista acabou com o analfabetismo“. Mentira . Já nos anos 1930 a taxa de analfabetismo em Cuba era quase nula.2) ´´ O regime comunista trouxe crescimento econômico “ . Mentira . Cuba tinha o quarto maior PIB entre os países americanos nos anos 1950, à frente só EUA , Canadá e Argentina.

  14. Paula disse:

    Alguém aqui já esteve em Cuba?

  15. Giovanni Sponhardi disse:

    Onde há a maldita mão dos Castros há pobreza, esse é o maior embargo de Cuba.
    A Madonna fez uma bela musica em homenagem a ilha, ” La isla maldita”

  16. Leh disse:

    Tão débil quanto mito que sugere que os países nórdicos sejam socialistas (ou pelo menos Estado do bem-estar social)

    Concordo que falar que são socialistas é bobagem. Mas porque não seriam um Estado de bem-estar social?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s